otif

OTIF, e sua importância para a logística

Que bom tê-lo aqui!

Caro leitor, tive meu primeiro artigo publicado na semana passada, cujo qual falava sobre drones e operações logísticas (se você não leu ainda, sugiro que dê uma olhada logo após finalizar esse, promete?!). Diante disso, a partir de agora, em meus artigos, tentarei estabelecer um diálogo mais próximo de você no intuito de proporcionar uma melhor absorção dos conteúdos. Vamos lá?

Antes de introduzi-lo em nosso assunto de hoje, vou te explicar um pouco melhor quem eu sou. Meu nome é Cleyton, faço parte da equipe comercial do AZShip e dentro do nosso hall de atividades está justamente a prospecção outbound – que significa em entrar em contato com alguns clientes no para entender como nossa plataforma pode ajudá-los.

No pouco tempo que estou desempenhando essa função, e percebo que em minhas ligações mesmo em organizações multinacionais o desempenho do setor logístico ainda é caracterizado por processos manuais e ouso dizer arcaicos, principalmente quando falamos de gerenciamento das informações e de indicadores do negócio.

É mais comum do que imaginamos…

Acredite ou não, mas quando entrei em contato com um cliente, ao questioná-lo como era a gestão dos resultados, ocorrências, e indicadores, fui informado que em sua empresa, essa gestão era feita por WhatsApp, e-mail, ligações e planilhas.

Engana-se você, caso pense que isso ocorre somente nas empresas pequenas, pelo contrário, ainda existem multinacionais que não fazem gestão de seus resultados logísticos – imagino que isso aconteça porque os holofotes estão direcionados à produção, contudo, de que adianta gerir uma produção de forma impecável sem se preocupar com o destino que a mercadoria irá tomar após expedição?

Por causa desse questionamento, iniciei buscas por alguns indicadores de processos logísticos e encontrei alguns KPI’s, no intuito de deixá-lo, informado acerca da importância de cuidar do seu processo como um todo, ou seja, desde a entrada de matéria prima até a entrega ao cliente, garantindo que todas as etapas sejam cumpridas com máxima fluidez. Hoje falarei sobre o OTIF, que é um dos KPIs dentro da logística – conhece?

Afinal, o que é o OTIF?

On Time In Full (OTIF) é um indicador de desempenho utilizado para acompanhar a qualidade das entregas dos produtos, visto que a ideia é sempre aumentar a satisfação dos clientes em relação ao serviço prestado pela empresa.

  • On Time: está ligado ao prazo (data e horário) e ao local que foram acordados com o cliente previamente, ou seja, ele registra qual das suas cargas está chegando em tempo e horário certo e quais não estão – o que é de extrema importância já que toda empresa trabalha com prazos de entrega.
  • In Full: nesse caso, os produtos devem ser chegar dentro das especificações passadas para os clientes no momento da compra (dimensões, quantidades, qualidade, integridade, entre outras), sendo assim, ele avalia quais cargas foram recebidas no cliente com avarias e quais chegaram em perfeito estado (conforme combinado com o cliente).

A partir daí, o gestor saberá se está alcançando suas metas ou precisa ajustar o processo para atingir seu objetivo. Para serem mensurados, esses indicadores precisam ser quantificáveis, ou seja, é necessário que haja um índice, um valor numérico retrate seu desempenho.

E quais são as vantagens?

Eu sei, eu sei, é normal que você queira saber o que isso te trará de benefícios, segura a ansiedade que eu já vou falar.

Pois bem, em primeiro lugar ele faz você ficar ciente do processo completo, desde a encomenda completa, seguindo o padrão de criação de ordem de serviço e todo o caminho feito pela equipe até chegar a entrega.

Segundo, possibilita que você estabeleça metas para o time sobre o patamar OTIF que vocês desejam que a organização atinja. Por exemplo, 90% de entregas On time e in full – a partir daí, destinar um plano de ações afim de alcançar esse resultado todos os meses, é tão simples porque é um verdadeiro exame de saúde para toda a sua organização. Ele examina todos os elementos para se certificar de que estão funcionando corretamente, o que permite a você operar com sua capacidade total e garantir o bom nível de serviço.

Seus problemas acabaram!!!

Diferente do seu Creysson, das Organizações Tabajara, com o AZShip, seus problemas acabaram de verdade, até porque, além de sua empresa ter a possibilidade de cotar frete com transportadoras, acompanhar status de entrega, gerir ocorrências, ao final de todo esse processo vocês terão a possibilidade de acompanhar o relatório OTIF, já que em nossa plataforma, esse é um dos KPI’s centrais além de outros relatórios que apoiam no desenvolvimento dos processos.

Por exemplo, dentro do sistema, há a possibilidade de definir qual o percentual de OTIF se adéqua mais à sua organização afim de mobilizar a equipe para trabalhar em cima disso.

Conclusão

Deixar de acompanhar os relatórios de OTIF é sinônimo de uma operação ineficiente e que possivelmente não se manterá dessa forma, visto que sem o devido monitoramento dificilmente se consegue identificar as causas das falhas nos processos e quais ações devem ser adotadas para a correção delas.

Percebe como é simples e ao final do processo faz total diferença? Então sugiro a seguinte reflexão: Por que você e sua organização estão gastando tempo em relatórios manuais estruturados em planilhas ou até mesmo em papel e que não lhes dão garantia sólida do processo?

Não se preocupe, pois, temos a resposta para seus questionamentos, acesse AZShip.com.br ou entre em contato com um de nossos especialistas!

Abração, até a próxima!!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.