princípios e objetivos do lean

Princípios e Objetivos do Lean na logística

A logística é uma das áreas mais negligenciada de oportunidades nos negócios de hoje. Isto é muito surpreendente quando se considera que as empresas mais bem sucedidas do mundo têm suas atividades de logística e “supply chain” (cadeia de suprimentos) como o segredo de seu sucesso.

O desafio consiste em como alavancar o valor da logística. Acima de tudo o segredo é escolher os princípios e ferramentas que são necessários e mais adequados para elevar o nível operacional logístico da empresa. Como por exemplo os princípios e objetivos do Lean.

Atualmente, numa economia globalizada, a sobrevivência das organizações depende de sua habilidade e flexibilidade de inovar e efetuar melhorias contínuas. Como resultado, as organizações vêm buscando incessantemente novas ferramentas de gerenciamento, que as direcionam para uma maior competitividade através da qualidade e produtividade.

Como e onde surgiu o Lean?

O sistema de produção da Toyota surgiu nos anos que se seguiram após a Segunda Guerra Mundial. Eram anos difíceis para o Japão, que estava no lado derrotado e viu sua economia devastada.
Em outras palavras, essa necessidade motivou de criar um sistema que envolvesse pouco estoque, fluxo de caixa curto e eficiência na produção, sem abrir mão da qualidade. Os engenheiros industriais começaram a desenvolvê-lo em 1948.
Originalmente, ele não era conhecido como Lean Manufacturing e sim como Toyota Production System (Sistema de Produção da Toyota), ou TSP.

Princípios do Lean na Logística

O pensamento enxuto requer mudanças dramáticas em todas as áreas da organização, envolvendo a concepção de produto, processos de fabricação, logística interna e também se estende para a cadeia de suprimentos. O pensamento enxuto, conforme Womack et al., (1992), fornece um enquadramento conceitual para categorizar os princípios, ferramentas e práticas da produção enxuta em cinco áreas básicas, listados logo abaixo.

PrincípioDescrição
Valor Identificar o valor do ponto de vista do cliente.
Fluxo de valor Compreender todas as atividades no processo como um fluxo contínuo que agregam valor ao produto.  
Fluxo de processo Minimizar a interrupção durante o processo. O produto deve estar constantemente em movimento para o cliente seguindo o ritmo da demanda
Puxar Os produtos devem ser puxados de acordo com a demanda do cliente.
Perfeição Esforçando-se para a perfeição – meta zero de defeitos e busca incessante de eliminação dos desperdícios. 

Embora todos os cinco princípios e objetivos do lean na logística sejam fundamentais para a implementação do Lean Thinking, o elemento mais importante é “especificar e identificar o valor”. Como Womack e Jones (1996) afirmaram:

[“a incapacidade de especificar o valor antes de aplicar corretamente as técnicas Lean pode facilmente resultar em fornecer o produto ou serviço errado.”]

Womack e Jones

Além disso, eles afirmam que para definir o fluxo de valor há necessidade de olhar para três atividades críticas do negócio – definição de produto, gestão da informação e transformação física.
Considerando a competitividade global e a existência de um ambiente dinâmico, onde é imperativo que a organização mantenha uma compreensão clara de como criar valor para o cliente e quais oportunidades existem que permitem capturar esse valor e gerar benefícios para empresa e cliente.

Principais Objetivos do Lean

Os principais princípios e objetivos do Lean na logística estão ligados a melhorias internas para a satisfação total do cliente, certamente é onde ele enxerga valor no seu produto e serviço prestado.

Redução de Custos

Antes de permitir um maior lucro, deve-se pensar na redução nos custos de produção e transporte como uma oportunidade de se diferenciar.

Melhoria Contínua

O lean é uma filosofia que deve ser incorporada na cultura organizacional da empresa. Certamente isso implica em criar processos para identificar continuamente oportunidades para “enxugar” os desperdícios. 

Agilidade de Produção

Melhorando a agilidade da produção, um fabricante consegue atender a um mercado maior sem precisar ampliar sua estrutura

Maior capacidade Produtiva

É muito importante destacar, porém, que esse objetivo não é um fim em si próprio. Certamente no lean, aumenta-se a produção quando se sabe que há demanda para absorvê-la.
Caso contrário, não se estaria diminuindo o desperdício, mas sim aumentando-o.

Melhorias no ambiente de trabalho

Além da evidente questão ética e humana, garantir um bom ambiente de trabalho combate o desperdício. Além disso tudo reduz o turnover e o afastamento de trabalhadores por doenças e acidentes.

A gestão enxuta (LEAN )oferece quatro benefícios significativos para uma organização.

  • Em primeiro lugar, aumento da produtividade dentro da organização, porque os mesmos trabalhadores podem conseguir uma maior produção com os mesmos recursos.
  • Em segundo lugar, as entregas mais rápidas por meio do aumento da eficiência.
  • Terceiro, a qualidade aumenta, devido à redução no número de erros.
  • Finalmente, o aumento dos níveis de satisfação de força de trabalho e dos clientes.

Conclusão:

Com a alta competitividade do mercado o que não pode acontecer são desperdícios no processo logístico. Portanto, o cenário exige uma resposta coletiva: estrutura organizacional enxuta, com processos eficientes – sem nunca perder o foco na qualidade.

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.